Home Posts Recentes Intercâmbio e pandemia: qual destino escolher e como devo me planejar

Intercâmbio e pandemia: qual destino escolher e como devo me planejar

0
37

Muitos que estavam às vésperas de fazer um intercâmbio acabaram tendo que postergar a viagem por conta da pandemia e estão até hoje se fazendo a seguinte pergunta: mas quando de fato haverá a retomada do intercâmbio e turismo?

Muitos destinos ainda estão com medidas rigorosas, principalmente para os brasileiros. Contudo, após o segundo semestre, quando as campanhas de vacinação já houverem imunizado boa parte das populações, é possível que haja uma maior flexibilização e retomada das atividades de turismo e intercâmbio.

A CORIS separou quais países estão abertos para brasileiros intercambistas e destes quais são as regras para entrar em cada um:

  • África do Sul: Necessário apresentar a prova de um teste de PCR negativo para o COVID-19, efetuado nas 72 horas anteriores à sua partida. Caso não apresente, será obrigatório uma quarentena de 14 dias.
  • Canadá: Quarentena obrigatória de 14 dias, tem que ter visto de estudante, apresentar um teste de PCR negativo efetuado nas 72 horas anteriores à sua partida e documentação que comprove que a viagem é essencial.
  • Chile: Liberada a entrada pelo aeroporto de Santiago, imprescindível ter a mão os seguintes documentos:

Formulário eletrônico (https://www.c19.cl/) de Declaração de Viajante preenchido 48 horas antes do embarque;

Prova de resultado negativo de resultado de PCR de teste feito 72 horas antes da partida; e comprovante de apólice de seguro saúde que forneça cobertura para COVID-19 e problemas de saúde relacionados durante a estada do viajante no Chile. É obrigatório realizar uma quarentena de 10 dias. Todos os custos associados a seu ingresso (PCR, translado e hotel de trânsito) deverão ser pagos online, antes da viagem, no momento em que solicitem seu “passaporte sanitário”, formulário obrigatório para a entrada no país.

  • Dubai: Apresentar uma nova alta dos casos desde janeiro/21. Brasileiros podem visitar o país desde que apresentem um PCR negativo.
  • Emirados Árabes Unidos: Necessário ter atestado negativo de teste de PCR, que deve ter sido realizado até no máximo 96 horas antes do horário de partida. Passageiros que chegaram em Dubai a partir do Brasil deverão fazer outro teste de PCR na chegada no aeroporto internacional de Dubai.
  • França: Necessário apresentar a prova de um teste de PCR negativo para o COVID-19, efetuado nas 72 horas anteriores à sua partida e preencher uma Declaração de Saúde do Viajante. Necessário visto de estudante e estadia maior de 90 dias. Passageiros devem fazer quarentena obrigatória de 7 dias ao chegar na França e fazer um teste PCR no fim do sétimo dia de quarentena.
  • Holanda: Permitida a entrada de estudantes com o visto de longa duração (para cursos com mais de 90 dias) com uma carta de notificação emitida pelo Serviço de Imigração e Naturalização (IND). Necessário preencher um formulário de saúde obrigatório e realizar uma quarentena de 10 dias.
  • Malta: Permitido a entrada desde que passem pelo menos os 14 dias anteriores em um dos países do corredor seguro antes de chegar a Malta. Pode ser necessário apresentar um teste de PCR negativo para o COVID-19, efetuado nas 72 horas anteriores à sua partida. Não é necessário visto por conta do Acordo Schengen, extensões podem ser feitas no país. Turquia, onde os brasileiros fazem a quarentena para viajar a Malta, se encontra atualmente fechada para brasileiros até 26 de maio de 2021.
  • Portugal: Necessário ter visto de estudante, apresentar a prova de um teste de PCR negativo para o COVID-19, efetuado nas 72 horas anteriores à sua partida e realizar quarentena obrigatória de 14 dias.

Portanto, os demais estão com a entrada proibida sem previsão para abrir para brasileiros intercambistas.

Contudo, há esperança: realizar um intercâmbio é a parte importante! Então, não importa quando, sugerimos que mantenha o sonho vivo e as contas em dia. Logo logo, o mundão estará com a suas portas abertas para quem quer viajar, estudar ou trabalhar no exterior.

Enquanto isso, aproveite o tempo em casa para se preparar com a melhor solução para o planejamento do seu intercâmbio:

Um dos fatores que pode dificultar ou adiar esse sonho é o investimento financeiro necessário para que ele saia do papel. Para fazer escolhas mais assertivas e encontrar o melhor programa para o seu perfil, o ideal é fazer um bom planejamento.

Como? Com a parceria inédita entre a CORIS e o CONSÓRCIO MAGALU!

Neste atual cenário de pandemia e incertezas, o consórcio é ideal para quem deseja planejar a compra para viajar no futuro, com parcelas mais baixas e chances de sorteio para a realização de seus sonhos.

Como funciona o consórcio? O cliente compra uma carta de crédito de serviços, com objetivo de fazer intercâmbio de um determinado valor. Ao final do pagamento do plano, o cliente poderá resgatar este valor em cursos de idiomas, passagens aéreas e hospedagens em agências de viagem de sua preferência ou em uma das parceiras da CORIS, que há anos conta com uma gama completa de agências de turismo em todo país.

Além disso, ao longo deste período do consórcio, o cliente pode ser contemplado por meio de sorteios mensais e lances. As cartas de crédito para o consórcio de serviços em viagens variam de R$ 9 mil a R$ 30 mil com planos de até 60 meses. O objetivo é gerar confiança e segurança para que o cliente consiga planejar seu futuro de forma simples e com parcelas que cabem no bolso, sem comprometer limites de crédito.

Aqui seu intercâmbio vira realidade. Sem fazer loucuras, com planejamento, parcelas acessíveis e toda a segurança e experiência de uma das maiores empresas de consórcio do país.

Vamos planejar juntos? Dê o primeiro passo! Conheça nosso plano de serviços, faça uma simulação e fale com a gente. Aqui todos os seus sonhos são possíveis.