Home Sem categoria EUA liberam entrada de brasileiros estudantes, acadêmicos, jornalistas e viajantes com fins...

EUA liberam entrada de brasileiros estudantes, acadêmicos, jornalistas e viajantes com fins humanitários

0
3

País suspende parte das restrições à medida que avança programa de imunização contra a Covid-19

É isso mesmo que você leu: finalmente, os Estados Unidos decidiram suavizar a entrada de brasileiros no país. Por enquanto, a regra é válida somente para estudantes, acadêmicos, jornalistas e viajantes com fins humanitários procedentes do Brasil, e de outros 31 países, com vistos autorizados sob uma regra conhecida como Exceção de Interesse Nacional (NIE, na sigla em inglês).

A alteração foi confirmada em comunicado e vale para estudantes e pesquisadores matriculados em programas de intercâmbio com início previsto a partir de 1º de agosto deste ano. A liberação também é válida para fins relacionados a trabalhos humanitários, de saúde pública e de segurança nacional: “Esses viajantes e quaisquer outros que acreditem que sua viagem seja do interesse nacional dos Estados Unidos também devem consultar o site da embaixada ou do consulado mais próximo para obter instruções”, diz o documento. Desta forma, viajantes que se encaixam nestes perfis específicos, não precisam mais fazer escalas de pelo menos 15 dias em terceiros países não afetados pelas restrições de viagem.

Em nota, o Ministério das Relações Exteriores disse que o governo brasileiro recebeu “com satisfação” a decisão dos EUA. Outros países qualificados para essas exceções são: China, Irã, Área de Schengen, Reino Unido, Irlanda e África do Sul. As viagens de pessoas que não se enquadrem nas categorias citadas pelo órgão continuam restritas por causa da pandemia.

Como conseguir a liberação?

  • Os viajantes devem cumprir integralmente as regulamentações sanitárias nos EUA, e devem entrar em contato com as autoridades locais de saúde nos Estados Unidos para mais detalhes. É obrigatório fazer um teste viral três dias antes do embarque e fornecer documentação por escrito do resultado de teste (papel ou cópia eletrônica) à companhia aérea.
  • Estudantes que tiverem visto válido (categorias F e M) e iniciarão os estudos nos EUA a partir ou depois de 1º de agosto de 2021 poderão viajar ao país sem consultar a Embaixada ou os Consulados no Brasil, entretanto, estão proibidos de chegar ao país mais de 30 dias antes do início das aulas.
  • Aqueles que necessitam de um visto de estudante devem consultar o site da Embaixada ou dos Consulados mais próximos. As entrevistas de visto para as categorias dessa exceção devem ser retomadas em meados de maio de 2021 se as condições permitirem.
  • Acadêmicos, jornalistas e outros que possam se qualificar para uma Exceção de Interesse Nacional, incluindo aqueles com vistos válidos e ou com a Autorização de Viagem (ESTA), precisarão solicitar um NIE. Tendo a NIE aprovada, os indivíduos podem viajar com um visto válido ou a autorização ESTA.

Como tirar o visto de estudante?

F-1/F-2: ESTUDANTE

Esse visto é para estudantes admitidos em alguma instituição escolar aprovada pelo Serviço de Imigração. As instituições (Colégios ou Universidades) devem ter permissão para processar o formulário I-20.

O estudante precisará comprovar que possui vínculos com seu país de origem. Isso é necessário para mostrar que ele tem para onde voltar ao final do curso.

Além disso, outra comprovação que o estudante precisará é a de condição financeira, que precisa ser suficiente para manter o estudante no país sem que ele tenha que ter um emprego.

Após colher todas estas comprovações, deve-se consultar o site da Embaixada ou dos Consulados mais próximos.

M-1/M-2: ESTUDANTE VOCACIONAL

Esse visto é destinado a estudantes que pretendam frequentar uma universidade ou outra instituição acadêmica nos Estados Unidos.

Como solicitar a autorização especial (NIE)?

1. Caso o viajante tenha um visto americano válido do tipo B1 (ou B1 / B2) ou do tipo M1: é necessário enviar e-mail ao Consulado ou Embaixada dos Estados Unidos no Brasil onde o visto foi emitido e solicitar a emissão do NIE. Se o visto tiver sido emitido fora do Brasil ou se o solicitante é elegível para o ESTA (sigla de Electronic System for Travel Authorisation), deve-se contatar o Consulado no Brasil responsável pelo seu estado de residência.

2. Viajantes sem visto B1 ou M1: enviar e-mail ao Consulado ou Embaixada ao qual submeterá o pedido de visto, solicitando uma entrevista de urgência e a emissão do NIE. Devido à necessidade de entrevista presencial, será necessário considerar a localidade consular mais conveniente devido à distância.

Viajar sem seguro viagem para os EUA é colocar em risco a saúde dos viajantes e a possibilidade de prejuízos milionários:

O sistema de saúde dos Estados Unidos é um dos mais caros do mundo. Os gastos médicos e hospitalares no país são tão exorbitantes que geram preocupação até mesmo no próprio governo.

É extremamente recomendado contar com um seguro de coberturas completas e de alto valor para casos de emergências médicas, já que uma simples consulta em hospital pode chegar a US$ 2 mil. Isso significa que até um resfriado comum pode gerar dívidas altíssimas, deixando uma família inteira no vermelho e fazendo com que a viagem seja bem menos divertida.

O seguro viagem equivale a apenas 3% dos gastos totais de uma viagem, então não perca tempo e VIAJE APENAS NA SEGURANÇA DAQUELA VOCÊ PODE CONFIAR.