Home Sem categoria “A melhor coisa que comprei para minha viagem ao redor do mundo...

“A melhor coisa que comprei para minha viagem ao redor do mundo foi um seguro viagem”

0
21

Confira a história de Lisa Findley:

“Eu hesitei um pouco sobre comprar um seguro viagem para minha viagem solo ao redor do mundo. Eu sou jovem e saudável, e a ideia da viagem é que seja uma aventura. Provavelmente, eu nunca precisaria fazer um sinistro e, em vez disso, teria desperdiçado esse dinheiro, quando poderia tê-lo gasto em uma caminhada na montanha no Laos. Então, lembrei que sou extremamente propensa a acidentes e se eu caísse de uma montanha no Laos e precisasse de evacuação de emergência, estaria em apuros sem uma apólice de seguro.

Planejei ficar na estrada por um ano, a realização de um sonho de uma década. Comprei uma apólice com cobertura alta. Gosto de ver novos lugares, mas não sou viciada em adrenalina, mas vi que o mergulho com snorkel estava sob a mesma cobertura de atividades extremas como base jumping e paraquedismo. Mergulhar na Grande Barreira de Corais estava em minha agenda, então optei pela cobertura mais completa. Por pouco mais por mês, eu estava coberta por lesões e doenças, evacuação de emergência, perda de bagagem, voos cancelados e algumas outras coberturas.

Agora você me pergunta: ‘Valeu a pena?’

Totalmente. Tive herpes na Austrália, duas concussões na Nova Zelândia, uma infecção ocular na Tailândia e pontos depois de ser atropelada por um carro no Vietnã. Fui a um optometrista, três oftalmologistas, quatro clínicos gerais e seis hospitais. Fui a pelo menos uma dúzia de farmácias. Tive de pagar tudo do bolso, sim, mas recebi recibos de tudo e pedi aos médicos que digitassem relatórios médicos. Forneci prova de viagem e jurei que não tinha nenhum outro seguro que pudesse me cobrir. Eu examinei tudo e enviei anexos via e-mail para o departamento de reembolso da empresa de seguro viagem em questão.

Demorou muito para preencher os formulários e reunir toda a documentação, mas estou feliz por ter feito isso. Gastei quase US $ 1.400 em médicos e medicamentos ao longo de dez meses e meio, e a empresa de seguro viagem me reembolsou cada centavo. Se eu não tivesse comprado o seguro, teria gasto muito mais que o valor investido no seguro viagem.

Se eu tivesse perdido alguma coisa como um voo, o seguro teria coberto isso também.  E se eu realmente precisasse de ajuda urgente em algum lugar, era sempre um conforto saber que o seguro estaria lá para ajudar. Pagar o valor total adiantado em um seguro viagem, em uma viagem longa, foi doloroso, não posso mentir, mas doeria muito mais se eu não tivesse seguro viagem.

Nada doeu mais do que aquelas concussões. Essas sim foram as piores.”